SEMANA DO PATRIMÔNIO

Para um país como o Brasil, em que a diversidade cultural é imensa, pode parecer estranho quando se fala na história dos nossos antepassados. Ainda mais se pensarmos na forma como ocorreu a formação da nossa sociedade, a partir das influências recebidas dos diferentes ciclos migratórios.

Saber a história de uma nação significa resgatar e preservar a tradição daqueles que contribuíram para que chegássemos ao ponto em que nos encontramos. Trata-se de uma oportunidade única para compreender, inclusive, a nossa própria identidade. Levando isso em consideração pontuamos como importante nossos jovens visitar os casarões, mercado e o entorno da Praça Coronel Pedro Osório. Na finalidade de conhecer e se apropriar de identidades, culturas e costumes dos Pelotenses, ressaltando sempre o olhar crítico sobre o passado e a fundação da cidade. É válido lembrar que tão importante quanto conhecer a história é visualizar para melhor compreender.

Através da disciplina “diversidade cultural brasileira relacionada ao mundo do trabalho” separamos os dias 14, 16 e 17 de agosto para as visitações, justamente na semana do patrimônio de Pelotas. Foi possível visitar o casarão 02, 06 (museu do doce) e 08, além de estandes no Mercado Público.